domingo, 29 de maio de 2011

Constatações / Desvaneios

Estou na varanda e vejo:
* As pessoas a fazer o jantar para a familia
* As pessoas a prepararem mais um dia de trabalho
* As familias a conviverem
* ...
Depois penso:
Eu estou aqui na minha varanda, a lamentar-me por ter azar ao amor. Será que algum dia vou viver o que estas pessoas estão a viver??

Pensamento (possivelmente) correcto a ter:
Fodasse mas porque não irei ter?! Calma, muita calma, um dia de cada vez. O que tiver de aconter acontece, o que tiver de ser será. O que tiver de ser nosso a nós virá. Se eu tiver alma gémea andará por aí a vaguear, pois até agora , por mais que a procure não a encocntro, secalhar é esse o problema, procurar... Se existir a mim virá.. ( I hope!!! )
Pois que já não aparecia cá alguns dias, o trabalho chama por mim!
Hoje continua a chamar, mas estou em ânsias para que chegue amanhã para receber uma má noticia, parece-me! :(
Não me apetece jantar
Não me apetece trabalhar
Não me apetece ouvir música
Não me apetece nada
Apenas esperar que a aula de amanhã acabe e receba a noticia que não quero receber, mas pelo menos acaba com esta ansiedade e dúvida e passa a ser certeza.
Espero muito sinceramente estar enganada!

domingo, 15 de maio de 2011

Por vezes criamos um grande filme, um grande cenário onde tudo corre pela perfeição e não existem dissabores nem amarguras. Na realidade não é isso que acontece, criamos demasiadas expectativas ( falo por mim), imaginamos o que gostariamos que fosse o futuro, depois na verdade ficamos desiludidos porque nada do que imaginamos está acontecer. O problema também está no pensamento excessivo que nos consome parte ou por vezes totalmente do pensamento. O problema está em conseguir contornar esta questão e não pensar, não imaginar, não sonhar, não ver para além do existente, o que tiver de ser será, dizem.... Esperar para ver no que vai dar. Eu não sou muito , para não dizer nada, calma, quero tudo para ontem, não consigo para de pensar, parar de imaginar e quando as coisas não correm como desejava, não consigo deixar de me sentir péssima, triste como se não houvesse amanhã.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Navegação por novas terras

Pronto... oficialmente dei inicio á minha vida facebokiana, devia ser das poucas pessoas que não tinha facebook!
É só a mim que não me apetece escrever quando sinto que o mundo caiu a meus pés?

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Aqui por Coimbra

Hoje é dia de serenata. O perigo de alcool em excesso vai estar muiiiiito alto :)
Espero que a noite corra bem, que não haja imprevistos nem visualizações indesejadas.
Bem, pensamentos positivos a cima de tudo!!
AH... e que o benfica ganhe!! :)
*

Bom dia :)


Quando for grande vou ter uma casa numa ilha só para mim, acordar e ver este mar fabuloso. Sonhar ainda não paga imposto..
Quero féeeeeeeeerias !

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Água mole em pedra dura tanto bate até que fura!

Há coisas que por mais que o tempo passe não consigo compreender. Mas talvez não seja mesmo para compreender mas sim para esquecer. Ás vezes parece que não basta bater com a cabeça na parede uma vez, uma, duas, três e mesmo assim não é facil mentalizar-me o que já deveria ter feito á muuuuuuito tempo.

Blogue em obras :)

O blogue vai sofrer algumas alterações, nada de grave. Segundo dizem,é bom haver umas mudanças de vez em quando.
Prometo ser breve :)

    O medo de arriscar e de tentar algo mais  faz com que o presente seja vivido em dúvida. A felicidade surge quando tomamos as decisões certas e seguimos o caminho certo, mas quando o coração contradiz a razão é difícil encontrar um rumo. A certeza é uma preciosidade que por vezes escasseia, os desafios surgem a cada momento. A escolha deriva entre a certeza e o habitual ou a incerteza e o risco de encontrar a felicidade ou a tristeza. " Quem não arrisca não petisca" ou " Quanto maior a subida maior a queda" . E agora, o que fazer? Como decidir? Gostava muito de conseguir fazer a melhor escolha. A vida é assim mesmo, feita de escolhas.
     A força do ser humano revela-se em momentos em que achamos que já batemos no fundo e aí surge a luz ao fundo do túnel que nos faz levantar a cabeça e ver que afinal ainda existe algo no mundo que nos faz permanecer cá e que ainda existe muito para viver e presenciar.

Be happy!

Site meter

My playlist


MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com

Pesquisar neste blogue